Português Italian English Spanish

BOLSONARO E SEU CARINHO POR PORTO VELHO FICOU DEMONSTRADO EM UMA REUNIÃO MINISTERIAL.

BOLSONARO E SEU CARINHO POR PORTO VELHO FICOU DEMONSTRADO EM UMA REUNIÃO MINISTERIAL.


Bolsonaro durante reunião com ministros e lideranças políticas teria elogiado os portovelhenses pela aprovação de seu Governo que varia entre 56% a 62% na metodologia adotada pelo IBOPE. A felicidade do presidente foi tão evidente que confirmou sua presença na inauguração da ponte que ligará Rondônia ao Acre, obra iniciada no Governo de Lula durante o.PAC I em 2008 e superfaturada. A conclusão da obra se dá no Governo Bolsonaro e os portovelhenses reconhecem o esforço do presidente.

 

O crescimento da popularidade de Bolsonaro e a nova fase do impasse  político brasileiro: rachaduras na “frente ampla”? – Blog da Boitempo

Com a divulgação do Ibope na última semana da aprovação ou aceitação do Presidente Bolsonaro nas capitais do Brasil, o próprio Bolsonaro, durante uma reunião com alguns ministros teria debatido o resultado da pesquisa e as articulações políticas positivas e negativas em cada capital desses respectivos estados que o IBOPE realizou a pesquisa.

Porto Velho, capital de Rondônia, foi citado pelo presidente Bolsonaro que ficou muito feliz pela aceitação de 56% com variação de até 62% dos portovelhenses. Bolsonaro prometeu inclusive se fazer presente na inauguração da ponte que integrará de vez as duas capitais Rio Branco no Acre e Porto Velho, obra prometida pelo governo petista de Lula no PAC I em 2008 e que foi superfaturada e não concluída. Bolsonaro trará novidades para Porto Velho e respectivamente Rio Branco onde também teve aceitação (aprovação) do seu Governo acima da média nacional de 50%.

Com essa aceitação que varia de 56 a 62% entre os portovelhenses, Bolsonaro consolida-se com sua liderança perante à população da Capital de Rondônia. Novos empreendimentos e investimentos serão realizados em Porto Velho e Rondônia, defendeu Bolsonaro na reunião bem como em outras localidades do Brasil onde necessita de atenção maior do Governo Federal, a Região Norte em especial pela sua condição geográfica.