Português Italian English Spanish

PELO MENOS METADE DOS VEREADORES DE PORTO VELHO NÃO SERÃO REELEITOS.

PELO MENOS METADE DOS VEREADORES DE PORTO VELHO NÃO SERÃO REELEITOS.


Baseado nas eleições das últimas duas décadas em Porto Velho, a média de renovação da Câmara Municipal foi de 50%. A eleição de 2020, pelo seu jeito diferente, poderá ter uma renovação maior, podendo chegar a 70%. Partidos pequenos terão dificuldades em eleger vereadores devido a reforma eleitoral de 2017. Os partidos maiores poderão conquistar mais cadeiras. A composição da Câmara de Vereadores poderá trazer nomes desconhecidos na política e tirar outros que tem certeza que estão eleitos.

 

As eleições 2020 ocorrerão no próximo domingo, dia 15 de novembro e decidirá quem serão os próximos vereadores a comandar as Câmaras Municipais do Brasil a partir de 01 de janeiro de 2021 pelos próximos quatro anos.

Atualmente a Câmara Municipal de Porto Velho tem 21 vereadores. Analisando as eleições das últimas duas décadas, ou seja, desde 2000, após a legislação eleitoral de 1997, o percentual de renovação foi de 50%, porém nessas eleições de 2020 o percentual poderá ser maior, menor, jamais. Há especulações que chegam a 70% da renovação das cadeiras da Câmara de Porto Velho.

Candidatos até então desconhecidos na política local irão se tornar vereadores e outros que já se sentem eleitos, tomarão um susto com o resultado das urnas.

A reforma eleitoral de 2017 beneficiou na prática os grandes partidos que poderão ter mais vereadores em 2021. Os partidos pequenos terão maiores dificuldades para eleger seus representantes na Câmara Municipal no próximo dia 15 de novembro.

Os especialistas em eleições aguardam abstenção recorde nessas eleições devido aos fatores da pandemia e da descrença na política que tem aumentado com o crescimento do acesso à população de todas as classes sociais às Redes Sociais.

Dos vereadores atuais de Porto Velho, apenas Cristiane Lopes e Maurício Carvalho não serão candidatos à reeleição. Cristiane Lopes é candidata à prefeita pelo PP e Maurício Carvalho é candidato a vice-prefeito pelo PSDB. Há candidatos que estão vereadores atualmente que tiveram impugnação de registro de candidatura no TRE de Rondônia, porém continuam fazendo campanha, contanto com recurso ou milagre.

Então, conclui-se que no mínimo 11 vereadores não serão eleitos. Há apostas que o número seja maior, chegando a 15, porém, o mínimo é da metade para cima de renovação na Câmara Municipal em 2021

.