Português Italian English Spanish

Bolsonaro levará à ONU o apoio de caciques indígenas ao seu Governo para desconstruir declaração de Michelle Bachellet.

Bolsonaro levará à ONU o apoio de caciques indígenas ao seu Governo para desconstruir declaração de Michelle Bachellet.


O Presidente Bolsonaro deverá perante os Chefes de Estados na Assembleia-Geral da ONU nesta terça-feira, 21/9 desconstruir as falas da ex-presidente do Chile e atual comissária na ONU, Michelle Bachellet que acusou o Presidente do Brasil de omissão e descaso com os povos indígenas do Brasil. Bolsonaro vai apresentar falas de diversas tribos indígenas que apoiam o seu Governo, inclusive do cacique do povo Enawenê-nawê que declarou apoio a Bolsonaro juntamente com os índios paresi.

O Presidente Jair Bolsonaro deverá apresentar na ONU declarações de lideranças indígenas como os paresi e Enawenê-nawê para contradizer as declarações da ex-presidente do Chile a atual comissária para os Direitos Humanos na ONU, Michelle Bachellet.

Como de costume e tradição, o Presidente do Brasil abre os trabalhos na Assembleia-Geral da ONU em Nova York nesta manhã de terça-feira, 21 de setembro na sede mundial da Organização das Nações Unidas.

Michelle Bachelet disse que o Governo Bolsonaro promove a política de ataques aos índios quando estimula o garimpo ilegal não o combatendo.

"Peço às autoridades que revertam as políticas que afetam negativamente os povos indígenas e se abstenham de retirar a Convenção No. 169 da OIT, a convenção sobre Povos Indígenas e Tribais", disse Michelle Bachelet, durante abertura de sessão do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas em Genebra.