Português Italian English Spanish

Glenn Greenwald defende Allan dos Santos: Extradição é perigosa para jornalistas. EUA deve vetar!

Glenn Greenwald defende Allan dos Santos: Extradição é perigosa para jornalistas. EUA deve vetar!


"Negar o status de ‘jornalista’ é perigoso: para WikiLeaks, para mim e para Allan dos Santos. Poucos têm tantos motivos para desprezá-lo quanto eu. Mas isso não me cega para os perigos da tentativa de usá-lo para criar um precedente", disse o jornalista de esquerda e dono do site Intercepet Gleen Greenwald que é cidadão dos EUA e reside no Brasil desde 2005. Para o jornalista, mesmo ele não concordando com as opiniões de Allan, sua possível prisão esbarra na Constituição dos Estados Unidos.

Os Estados Unidos da América culturalmente não costumam extraditar jornalistas, se a prisão decretada tiver relação com a profissão. Esse é um entendimento secular das relações exteriores norte-americana e preservada no embrião da maior democracia do planeta. O jornalista de esquerda Glenn Greenwald,  em entrevista concedida neste sábado, 23 de outubro, foi categórico ao dizer que em nada comunga com as opiniões do bolsonarista Allan dos Santos, porém, ele se fato ele exerce a profissão de jornalista que é protegida pela Constituição dos Estfados Unidos, não deve ser extraditado.


"Negar o status de ‘jornalista’ é perigoso: para WikiLeaks, para mim e para Allan dos Santos. Poucos têm tantos motivos para desprezá-lo quanto eu. Mas isso não me cega para os perigos da tentativa de usá-lo para criar um precedente", afirmou o jornalista de esquerda e dono do site intercepet ao canal Yahoo News.

O ministro do STF, Alexandre de Moraes decretou na última quinta-feira, 21 de outubro a prisão do jornalista Allan do Santos, dono do canal Terça-Livre que, inclusive, foi interrompido por determinação do mesmo ministro. O canal no YouTube era um dos mais acessados do Brasil com mais de 52 milhões de visualizações só em 2020.