Português Italian English Spanish

Ministro do STF manda MP processar pais que não vacinarem seus filhos, após pedido de Randolfe Rodrigues da Rede Sustentabilidade.

Ministro do STF manda MP processar pais que não vacinarem seus filhos, após pedido de Randolfe Rodrigues da Rede Sustentabilidade.


Ricardo Lewandowski, ministro do STF, decidiu em caráter de urgência responsabilizar os pais que não vacinarem seus filhos. O ministro parecia irritado quando disse que a procura pela vacina está menor que a expectativa do número de crianças aptas a serem imunizadas. O ministro determinou aos promotores de justiça que processem os pais que se omitirem a vacinar seus filhos. O partido de Randolfe Rodrigues, Rede Sustentabilidade, é o autor do pedido no STF que foi atendido. Rondônia está na mira!

O ministro do STF Ricardo Lewandowski disse em tom "bravo" que a tolerância acabou para com os pais que não levarem seus filhos para vacinar. Segundo informações obtidas pelo ministro, em todos os estados do Brasil o número de crianças esperadas para serem vacinadas está abaixo do esperado.

Rondônia está entre os estados considerados com atenção redobrada por parte dos membros do Ministério Público, já que o ministro Ricardo Lewandowski mandou todos os promotores de justiça e procuradores processarem os pais que não levarem sua filhos para imunização.

O ministro expediu ofício em caráter de urgência ao Ministério Público dos Estados e também solicitou ao Conselho Nacional do Ministério Público que acompanhe os trabalhos dos promotores e procuradores quanto às ações a serem adoradas contra esses pais considerados pelo ministro como contrários à vacina (negacionistas).

O ministro citou o Estatuto da Criança e do Adolescente e a proteção que o Estado deve oferecer às crianças do Brasil.

O ministro também oficiou os Estados do Brasil para que em 48 horas respondam se está havendo irregularidades na vacinação de crianças.

O partido Rede Sustentabilidade do senador Randolfe Rodrigues é o autor do pedido ao STF para que os pais sejam penalizados caso não vacinem seus filhos.