Português Italian English Spanish

AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE OLAVO DE CARVALHO SOBRE O PRESIDENTE BOLSONARO!

AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE OLAVO DE CARVALHO SOBRE O PRESIDENTE BOLSONARO!


 

O professor Olavo de Carvalho (in memorian) durante uma de suas aulas, antes de se afastar das suas atividades e consequentemente vir a falecer disse: Você pode não gostar do Presidente, porém qualquer um mesmo aqueles que o odeiam liturgicamente tem de aceitar que Bolsonaro conseguiu uma proeza que nenhum outro Chefe de Estado da Nação fez: Parar o país para debater política, do mais humilde e menos escolarizado ao mais intelectual e abastado financeiramente. Nunca antes a Nação discutiu STF.

Ninguém se importava quem eram os ministros da Corte Suprema e com Bolsonaro à frente do comando da Nação, os brasileiros agora se tornaram vigilantes dos deuses de toga. Mesmo os mais incrédulos ao Presidente reconhecem mesmo que duramente a pressão de todos os setores contra ele. Nunca antes a imprensa brasileira se uniu contra um Presidente como ocorre com Bolsonaro.

Nunca antes um Presidente tornou-se conversa de família, reuniões, festas de casamento, aniversário, comemoração depois do jogo de futebol, no shopping, na conversa da praça; enfim, Bolsonaro conseguiu ser o assunto do Brasil. Dificilmente alguém não cite o nome do Presidente en suas conversas.

O Presidente se transformou em armazém de pancadas, inclusive daqueles que apenas usaram sua imagem para conseguir algo e depois traí-lo. Bolsonaro foi o único Presidente que durante uma pandemia global teve de lutar contra a própria crise ocasionada pela Covid-19 e também lutar contra aqueles que torciam para o agravamento da crise ocasionada pela pandemia afim de crucificá-lo depois.

Não conseguiram, mesmo com a grande mídia, segmentos sociais, classe artística, sindicatos, senadores, deputados, governadores e a esquerda orquestrado sua queda diariamente. Bolsonaro sempre será lembrado como aquele que fez os brasileiros debaterem como nunca a política, esquerda e direita, STF; mesmo àqueles que o detestam.