Português Italian English Spanish

PORTO VELHO/RO ESTÁ ENTRE AS CAPITAIS MAIS VIOLENTAS DO PAÍS (MORTES/100 MIL HABITANTES).

PORTO VELHO/RO ESTÁ ENTRE AS CAPITAIS MAIS VIOLENTAS DO PAÍS (MORTES/100 MIL HABITANTES).


Segurança Institucional - Hasteamento do pavilhão estadual traz simbolismo  e força aos rondonienses - Governo do Estado de Rondônia - Governo do  Estado de Rondônia

Porto Velho, capital de Rondônia é a oitava capital mais violenta do país e a quinta com maior crescimento no número de mortes entre 2020 e 2021. O estudo foi apontado pelo Anuário de Segurança Pública do Brasil. O levantamento é feito em mortes para cada 100 mil habitantes. O referido estudo teve o apoio do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Apesar de queda em mortes violentas, Brasil é oitavo país mais letal do mundo

Em 2021, o Brasil registrou 47.503 mortes, a oitava posição mundial.Todas as regiões do país apresentaram queda no indicador, com exceção da Região Norte, onde elas passaram de 5.758 notificações em 2020 para 6.291 no ano passado, com aumento no Pará, Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima. Também foi registrado aumento absoluto em dois outros estados brasileiros: Bahia e Piauí.

As mortes violentas intencionais incluem crimes como homicídios dolosos, feminicídio, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte, estupro seguido de morte, infanticídio e maus tratos qualificados pelo resultado morte.

Salvador ficou em segundo lugar entre as capitais com maior taxa de mortes violentas, com ocorrência de 55,6 mortes por 100 mil habitantes. A capital baiana é seguida por Manaus (52,5), Teresina (37) e Boa Vista (34,8).

Apenado beneficiado com saída temporária é assassinado no meio da rua em Porto  Velho - Polícia - Rondoniagora.com - As notícias de Rondônia e Região

 

Das 27 capitais, 21 registraram queda na taxa de mortes violentas. As seis que tiveram alta foram: Manaus (48,9%), Macapá (31,2%), Boa Vista (9,9%), Teresina (9,5%), Porto Velho (8,6%) e Salvador (3,4%) —quatro dessas capitais estão na região Norte.

Os números de violência da região Norte podem ser explicados por alguns fatores como, a associação do narcotráfico com crimes ambientais, como grilagem, garimpo ilegal e desmatamento. Além disso, o levantamento também mostra que a falta de integração das autoridades estaduais e federais no combate aos crimes na Amazônia Legal e a disputa de territórios entre facções criminosas também contribuem para o aumento de violência nos estados do norte do país.

Apesar dos números baixos, grande parte das capitais registrou números de mortes violentas mais altos que a média nacional que considerando todos os municípios é de 22,3 mortes a cada 100 mil habitantes, sendo São Paulo a cidade com menor número registrado: 7,7 mortes por 100 mil habitantes. Também é a única  ter menos de 10 mortes violentas por 100 mil habitantes.

Veja o ranking de capitais por taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes:

Macapá: 63,2
Salvador: 55,6
Manaus: 52,5
Teresina: 37
Boa Vista: 34,8
Fortaleza: 34,3
Recife: 33,1
Porto Velho: 32,4
Maceió: 29,8
Aracaju: 29,4
João Pessoa: 28,1
Natal: 24
Rio Branco: 23,1
São Luís: 22,8
Palmas: 22,3
Belém: 22,3
Vitória: 21,1
Porto Alegre: 20
Rio de Janeiro: 19,2
Curitiba: 16,7
Goiânia: 16,6
Campo Grande: 15,3
Distrito Federal: 11,2
Florianópolis: 10,8
Belo Horizonte: 10,8
Cuiabá: 10,6
São Paulo: 7,7

Policial Penal morre após troca de tiros com adolescente em Porto Velho |  Polícia | Rondônia Dinâmica