Português Italian English Spanish

PRESIDENTE COMEMORA DOIS RESULTADOS POSITIVOS NA ECONOMIA PARA OS BRASILEIROS!

PRESIDENTE COMEMORA DOIS RESULTADOS POSITIVOS NA ECONOMIA PARA OS BRASILEIROS!


Mesmo com as consequências geradas na pandemia entre 2020 e 2021, o Brasil foi responsável por 50,12% de toda a riqueza produzida na América Latina. Os dados foram publicados pelo Banco Mundial.

Na América Latina a Argentina e Venezuela foram os países que mais perderam riqueza em 2021. O Paraguai foi o que mais cresceu e subiu de posição e encostou na Colômbia. O relatório aponta que o Chile teve mais estabilidade antes de 2021 e também sofreu com perdas de riquezas. A Colômbia, Paraguai, Brasil são os menos afetados. Paulo Feldmann, professor da FEA-USP, destaca que a própria liderança brasileira existe porque “nossos vizinhos andaram para trás na última década”, enquanto a economia do Brasil se manteve estagnada ou cresceu pouco.

Outra notícia positiva é o superávit do Brasil no primeiro semestre de 2022. O país registrou superávit de US$ 32,19 bilhões no acumulado do ano, com uma queda de 6,9% em relação ao período de janeiro a junho do ano passado, pela média diária. A corrente de comércio – soma de exportações e importações – subiu 22,8% na mesma comparação, atingindo US$ 270,32 bilhões.

As exportações em 2022 somaram US$ 151,26 bilhões no período, com aumento de 18,8% (pelo critério de médias diárias sobre igual período de 2021). As importações atingiram US$ 119,06 bilhões, com alta de 28,4%.

O Presidente Jair Bolsonaro comemorou os dois resultados positivos para o Brasil que foram divulgados nesta quarta-feira, 06 de julho. Os setores do agropecuário, indústria de transformação e extrativa.