Português Italian English Spanish

VITÓRIAS E DECEPÇÕES: ODAÍSA FERNANDES HÁ 4 DÉCADAS INICIAVA SUA SAGA EM RO!

VITÓRIAS E DECEPÇÕES: ODAÍSA FERNANDES HÁ 4 DÉCADAS INICIAVA SUA SAGA EM RO!


 

Odaisa Fernandes Ferreira é do tipo de mulher dama de ferro. Considerada de temperamento forte, a primeira mulher a exercer o cargo no Poder Executivo de RO e eleita democraticamente (vice-governadora). Também foi a primeira mulher governadora em exercício eleita pelo voto direto (2003). Tudo começou há 4 décadas quando D. Odaisa Fernandes iniciou sua saga na política rondoniense como vereadora em PVH

 

A ex-vice-governadora rompeu com o truculento Ivo Cassol, quanto a prepotência do então governador, em agosto de 2005, exonerou por decreto todos os dez assessores e retirou a estrutura de gabinete, inclusive os carros oficiais, de Odaísa. A vice-governadora ingressou no TJ que, restabeleceu os seus direitos e daí para a frente, foi colocada na geladeira pelo ditador-governador. Dona D. Odaísa foi condenada ao ostracismo e na campanha pela reeleição de Cassol foi substituida pelo João Cahulla. O resto todo mundo sabe.

D. Odaisa fez muito bem em romper os laços políticos com Cassol para que não marcasse negativamente sua bela história política.

D. Odaisa completou 78 anos recentemente (junho) sendo natural do Acre. Foi vereadora de Porto Velho em 1982 quando foi criado o Estado de RO. Consequentemente se tornou deputada estadual participando efetivamente da Constituição do Estado no início dos anos 90 e, por fim, a primeira mulher negra eleita deputada federal em RO (1995 e 1999).

Em 16 de maio de 2003 assumiu interinamente o Governo de Rondônia por ocasião da viagem do então Governador, Ivo Cassol ao exterior. Recebeu a homenagem da 17ª Bda Inf Sl, do Exército Brasileiro, em 24 de maio de 2004.

Odaisa participou da Fundação do PSDB em 1988 ao lado de Franco Montoro, José Richa, Mário Covas e Fernando Henrique Cardoso.

Odaisa fala com orgulho o trabalho desenvolvido em prol de Rondônia em 25 anos de dedicação (1982 e 2007), porém foi enfática ao afirmar que se desiludiu com a política.