Português Italian English Spanish

APÓS 38 ANOS, EXPEDITO JÚNIOR NÃO SERÁ CANDIDATO. RELEMBRE SUA TRAJETÓRIA EM RO!

APÓS 38 ANOS, EXPEDITO JÚNIOR NÃO SERÁ CANDIDATO. RELEMBRE SUA TRAJETÓRIA EM RO!


Após 38 anos participando ativamente das eleições, o ex-senador Expedito Júnior desistiu de ser candidato nas eleições 2022. Expedito Júnior tem 59 anos e é natural do Estado de S. Paulo. Foi registrado com o nome de Expedito Gonçalves Ferreira Júnior, sendo filho dos agricultores Expedito Gonçalves Ferreira e Maria Rodrigues Ferreira.Décimo filho, de uma prole de doze, desde os 8 anos Junior trabalhou para ajudar nas despesas de casa. Foi engraxate, sapateiro e entregador de jornal. Em1979, concluiu o curso de magistério no Colégio João Arruda Brasil.

Em 1981, com apenas 18 anos, mudou-se para Rolim de Moura, Rondônia. Somente um tempo depois, a família Gonçalves Ferreira também migrou para o Estado. Em 1983, lecionou sua primeira aula, na disciplina de Matemática, para os alunos da Escola Estadual Pereira da Silva.

A notícia pegou bastante gente de surpresa. Expedito foi deputado federal no processo de elaboração da Constituição em 1988. Foi eleito vereador aos 21 anos em 1984 pelo município de Rolim de Moura, na primeira eleição do município.

Dois anos depois, candidatou-se à Câmara dos Deputados do Brasil e se tornou o deputado federal mais jovem do país. Este mandato, porém, foi interrompido em junho de 1987, quando o perdeu por força do Recurso do TSE nº 6.688/87, em favor de um homônimo. Após a perda de mandato, atuou, até 1988, como Secretário do Trabalho e Promoção Social do Estado de Rondônia.

Em 1994, candidatou-se novamente ao cargo de deputado federal e foi eleito. O terceiro mandato teve início em 1999 e terminou em 2003. Em 2002 concorreu ao Senado, ficando em terceiro lugar. Em 2006, concorrendo pelo PPS, foi eleito senador da República pelo estado de Rondônia.

Em junho de 2009, o Supremo Tribunal Federal decidiu afastá-lo do cargo de senador devido a acusações de compra de votos e abuso do poder econômico durante as eleições de 2006. Junior foi substituído, em outubro do mesmo ano, pelo segundo colocado da eleição, Acir Gurgacz. Em novembro do mesmo ano, ele se filiou ao PSDB.

Expedito Júnior nos anos 90 quando foi deputado federal em RO.

 

Nas eleições de 2010, Expedito se candidatou ainda para governador do Estado de Rondônia, mas teve sua candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa. Em março de 2011 o STF reviu a decisão do TRE-RO mantida pelo TSE e deferiu tardiamente o registro de seu candidatura.

Desde abril de 2011, é presidente estadual do PSDB. Em 2014, obteve deferimento de seu registro de candidatura para concorrer ao Cargo de Governador do Estado de Rondônia.

Em 2018 voltou a ser candidato ao Governo de Rondônia sendo derrotado pelo atual Governador Coronel Marcos Rocha no segundo turno. Expedito obteve
269.032 conta 510.388 do atual Governador de Rondônia.

Nesta quarta-feira, 03 de agosto, o seu partido, o PSD, declarou que o ex-senador não será mais candidata nestas eleições e irá trabalhar com afinco para a eleição do seu filho, o deputado federal Expedito Neto.

Último debate político nas eleições 2018 onde Expedito foi derrotado pelo atual Governador Cel. Marcos Rocha em 28 de outubro de 2018.